Aprenda como melhorar o ciclo nutricional do café para melhorar a qualidade do seu café.

Antes de começar a falar sobre o ciclo nutricional do café é importante falar sobre uma questão muito particular dessa cultura, que é a sua Bienalidade. E o que isso quer dizer?

 

A bienalidade do café

Entende-se por isso que onde o café produziu nesse ano ele não produzirá no próximo ano. Por essa razão, teremos safras altas e safras baixas. Por isso as podas programadas são estratégias muito utilizadas dentro da cafeicultura.

Outro ponto importante de citar é a questão do florescimento, geralmente ocorre em Setembro para produzir entre maio e julho do próximo ano. Mas as induções de florescimento ocorrem bem antes, em Abril e maio do ano anterior, por isso o café possui um ciclo desalternado, em função da sua bienalidade.

Então quais serão os manejos realizados em cada uma dessas fases para melhorar o ciclo nutricional do café?

Após a colheita:

  1. Realizar a análise de solo – aprenda fazer uma análise de solo;
  2. Organizar as adubações – aprenda melhorar a qualidade do seu café com adubações;

Dados importantes que as análises de solo trazem: percentual de matéria orgânica, nível de Potássio, Fósforo, Magnésio e Cálcio, além dos micronutrientes que podem ser solicitados, como Zinco e Boro.

 

Entenda o CTC e v%

Um fator muito importante que será gerado a partir da análise do seu solo é a CTC: capacidade que o seu solo tem de receber os nutrientes das adubações.

Também tem o v% que é a soma das bases nutricionais (Ca, K e Mg) presentes no seu solo.

Com base nesses dados, serão aplicados cálculos para que possamos efetuar as correções necessárias.

 

4 passos para realizar para compor melhor o ciclo nutricional do café:

  1. Correção com calcário;
  2. Verificação do fósforo;
  3. Antecipação do manejo com nitrogênio (discutido entre especialistas para lavouras que tiveram boa produção e terão potencial produtivo no próximo ano);
  4. Parcelamento com nitrogênio e potássio.

A correção com calcário é importante pois ele que trará para o solo o PH ideal tornando possível a absorção de todos os outros nutrientes. Mas, para que o calcário consiga agir no solo, é preciso que tenha uma quantidade significativa de chuva só então poderemos começar os próximos passos das adubações.

O próximo passo é a correção do fósforo, que é o responsável por trazer para a planta suas capacidades fotossintéticas, ele é como se fosse a gasolina de um motor bem eficiente.

Já os parcelamentos com nitrogênio e potássio, esse último podendo ser descartado caso a análise de solo demonstre isso, o nitrogênio pode ser dividido em 3 ou 4 aplicações, quanto mais divididas forem as aplicações, melhores serão os seus balanços nutricionais.

 

Lembretes: 

Gostamos de comparar a planta do cafeeiro ao ser humano: é um ser vivo que, se bem alimentado, terá saúde para produzir e se desenvolver no seu potencial máximo. Então vamos cuidar da alimentação do cafeeiro assim como cuidamos da nossa!


Se você gosta de assuntos como esse, conheça nosso Canal no Youtube!

Qualquer dúvida ou apontamento, deixe aqui nos comentários. Será um prazer conversar com você! Até o próximo texto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *