ANÁLISE DE SOLO: Você sabe como fazer e para que serve? Ter autonomia em seus processos e entender o passo a passo faz toda a diferença na hora de gerir sua fazenda e obter bons resultados.

 

A importância de fazer uma Análise de Solo

Dentro do processo produtivo, de qualquer cultura, uma etapa de extrema relevância é a recomendação dos tratos culturais via solo corretos. Eles são importantes pois corrigem e nutrem o solo, fazendo com que a planta receba todos os seus nutrientes da melhor forma possível.

A Análise de Solo garante a salubridade para os frutos e sustentabilidade para o solo. Sendo assim,  é preciso fazer uma análise bastante minuciosa das áreas para trazer resultados com maiores ganhos para toda a lavoura.

O intuito de uma análise bem feita de solo é conhecer o seu potencial de fertilidade, entender como estão o PH, os níveis de macro e micronutrientes e como devemos agir para corrigir esse solo e nutrí-lo da melhor forma possível.

Análise de Solo

Qual é a época ideal para fazer a Análise de Solo?

A época ideal para se fazer a Amostragem de Solo é quando já acabaram o residual das adubações.

Supondo que você realizou uma adubação em fevereiro, com adubos nitrogenados, você deve esperar até 30 dias para que possa ser realizada essa análise.

O importante é ter o resultado antes do início do período chuvoso, assim temos tempo suficiente para fazer as correções e comprar adubos no momento ideal.

Como fazer uma Análise de Solo?

  • Dividir os talhões de forma homogênea, ou seja, as áreas de café devem possuir o mesmo espaçamento, variedade e ano de plantio;
  • Para que a amostragem seja eficiente e econômica, deve-se trabalhar com amostras simples e amostras compostas de solo.
    • As amostras simples são aquelas coletadas de forma individual, em pontos escolhidos ao acaso dentro da gleba.
    • Já as amostras compostas são aquelas formadas pela mistura homogênea das amostras simples coletadas em uma gleba.
  • Para cada gleba será formada apenas uma amostra composta, sendo esta a amostra enviada ao laboratório de análises de solo;
  • É preciso definir a quantidade de amostras finais com base na quantidade de talhões;
  • O local onde será coletada a amostra de solo deve estar limpo, a cobertura vegetal deve ser retirada, se atentando para não retirar a camada superficial. 
  • Para que o volume de cada amostra simples seja sempre o mesmo, deve-se utilizar o mesmo equipamento de coleta (trado, pá de corte ou enxadão).
  • A profundidade de amostragem é de 0 – 20 cm;
  • Retirar 15 a 20 pontos em cada gleba/talhão;
  • Retirar na projeção da saia nos dois lados da planta;
  • Reunir todas as amostras simples em um recipiente limpo, de preferência de plástico. 
  • Retirar, aproximadamente, 300 gramas dessa mistura, colocar em um saco plástico limpo, fazer a identificação e enviar para o laboratório.

ferramenta amostra de solo

Trado

Coletando amostra de solo

Coleta amostra de solo

Identificação Amostra

Lembre-se de solicitar a análise com todos os nutrientes que você gostaria de analisar!

E claro, não deixe de consultar o seu agrônomo, mas sempre com consciência e lembrando de questionar tudo que você puder, conhecimento nunca é demais!

Para mais artigos sobre produção e gestão do café, clique aqui!

Temos um canal no Youtube onde postamos semanalmente assuntos importantes para o produtor. Clique aqui para conhecer!

Se você é produtor de café e sonha em ter todo o controle dos seus processos, clique aqui para conhecer o Software de Gestão do Café – Flowins.

Close Bitnami banner
Bitnami